Entenda mais sobre Fimose e suas consequências

Saiba mais sobre os sintomas de HPV
julho 9, 2018
Nota Oficial 2018 – Rastreamento do Câncer de Próstata
dezembro 26, 2018

Entenda mais sobre Fimose e suas consequências

A Fimose é uma doença que pode ocorrer já no nascimento do menino ou ser adquirida durante a sua vida. Ela ocorre quando há dificuldade em expor a glande, devido a pele que cobre a ponta do pênis, chamada de prepúcio.

É considerado normal um bebê nascer com a pele grudada na glande devido a formação fetal. Entretanto, quando a fimose ocorre em adolescentes e adultos é geralmente causada por problemas consecutivos de infecções no tecido ou até mesmo falta de higiene.

Devido a isto, muitas vezes demora algum tempo para descobrir a doença. O exame clínico é a melhor forma, visto que o médico saberá identificar com facilidade o real motivo dos sintomas.

Quais as consequências da Fimose?

O principal sintoma da fimose é o impedimento de expor a glande. Quando ocorre em bebês, é considerado algo natural e que com o tempo estará na normalidade e nem sempre é indicado tratamento.

Contudo, com o passar do tempo, se continuar este impedimento, a fimose irá apresentar outros sintomas. Por exemplo, vermelhidão e inchaço na região, infecção urinária ou dificuldades para urinar, candidíase, entre outros. No caso de adultos, podem sentir dor durante a masturbação ou relação sexual ou doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Como tratar a Fimose?

O tratamento para Fimose mais comum é a cirurgia. Ela é chamada de circuncisão ou postectomia e é realizado em homens e crianças que apresentam fimose infantil. Entretanto, está em crescimento a adoção de medicamentos e anti-inflamatórios para reverter a doença.

Nos casos de fimose para bebê, o urologista poderá recomendar o tratamento por meio de pomada. Há vários casos em que este tipo de tratamento é o suficiente, evitando assim a necessidade de cirurgia para o bebê. Portanto, consulte um urologista para que o mesmo analise a melhor opção para você.